domingo, 24 de julho de 2016

O Negócio emergente de mister Shee-Go-Lu


Começou com o mandarete no luxuoso Hotel Clube  Bora Bora Praia da Pérola  onde seu pai tinha sido ajudante de cozinha.
Ainda em criança ouvia de seu pai as histórias do ambiente luxuoso e da oportunidade de carreira que aquele luxuoso hotel oferecia a quem se interessasse pela vida hoteleira e tivesse vontade de progredir, estudando.
Assim viveu de perto estes luxos; a facilidade de aprender línguas estrangeiras granjeou-lhe a simpatia de muitos clientes.  Em dois anos o jovem Shee-Go-Lu já falava Espanhol,  Inglês, um pouco de Francês, estudava Alemão e Italiano.
As recompensas não tardaram, subindo de posição com intervalos de 2 anos, tendo alcançado o lugar de Maitre de Concierge ao 10º ano de casa.
Responsável por assistir os hóspedes em qualquer pedido que estes tenham, dos mais extravagantes ao mais simples como chamar um táxi, dar informações sobre o próprio hotel e seus serviços ou sobre a cidade e seus pontos turísticos, venda de passeios na região, aluguer de viaturas, reservas e indicações de restaurantes, etc.

                                 O dolce fare nienti do clube
No etecetera e na categoria de extravagantes cabem os pedidos de alguns turistas, especialmente homens de negócios, que procuram os serviços de uma secretária, de uma guia local, ou simplesmente de  companhia feminina. Só o  visionário mister Shee-Go-Lu é que era abordado sobre estes assuntos. Tinha um caderninho no bolso com os contactos de Hostess, Secretárias, Prestadoras de Serviços, organizado por características como medidas, cores, etc. Quando apareceu a internet mostrava mesmo a ementa ao cliente gravada no seu computador  de bolso. A escolhida sabia que tinha de lhe dar uma comissão, e o cliente gratificava-o com uma gorjeta tão grande quanto o grau de satisfação.
O problema para Mr. Shee-Go-Lu colocou-se quando o director do hotel, numa esporádica passagem pelo hall, viu uma senhora que carregava um plasma.
-Quem é a senhora. Onde vai com isso?
- Eu sou uma acompanhante. Venho do quarto 1502. O cliente não me pagou, por isso levo a televisão.
Factos apurados, acompanhante no posto da polícia, Mr. Shee-Go-Lu na rua.
Sempre desenrascado, muniu-se dos grandes conhecimentos de personalidades seus clientes. Contactou o Sr. Marco Monte de Açúcar, mundialmente conhecido pela criação de social pages. Em conjunto criaram uma aplicação que vendem aos turistas que lhes permite, com toda a privacidade, localizar fornecedoras de vários serviços a turistas, estabelecer os respectivos contactos. Com a aplicação pokescort Mr. Shee-Go-Lu recebe por cada acesso e de cada vez que uma prestadora de serviços é seleccionada.
É uma loucura ver homens jovens, outros menos jovens, com gravata ou em calções, de telemóvel na mão por essas vielas, ruas principais e praças.

 A tensão atinge o seu mais elevado grau, articulando-se geralmente com um ponto de viragem decisivo (turning point), na sequência do qual ocorre o desenlace. Atinge-se o climax. Tudo virtualmente.