sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Gostar de Constância

Desde 2011  que a 7 de Dezembro se assinala em Constância o Decreto da Rainha D. Maria II que deu o actual nome à até então Vila de Punhete, em 1836.
Este ano, às 20h30 no Cine-Teatro Municipal, vão ser homenageadas entidades e pessoas:  Santa Casa da Misericórdia de Constância, a Casa da Aldeia, a Quinta do Outeiro Alto, e a já célebre cantora Ana Lains. 
Assistiremos a momentos de diálogo, entrevistas, testemunhos e momentos musicais.
Sorry, your browser does not support inline SVG. Sorry, your browser does not support inline SVG. Sorry, your browser does not support inline SVG.

Porção, uma grande quantidade de coisas, muitas coisas, luva sem dedos que só cobre o metacarpo são significados do termo Punhete. Outros dizem é a transformação natural da palavra composta latina Pugna-Tagi que acabou por se aglutinar na palavra Punhete.
Pugna (caso nominativo) Tagi (caso genitivo de Tagus) é o nome que os romanos deram para significar o combate do Tejo com as águas impetuosas do Zêzere. A evolução do nome continuou  provavelmente mesmo depois de Gonçalo Mendes da Maia – o Lidador a ter conquistado para o nosso primeiro rei.
A importância deste local foi reforçada pela decisão de D. Pedro I que determina que todo o movimento de mercadorias com destino a Lisboa fosse aqui embarcado.


O rebaptismo para o actual nome “Constância” teve lugar há 179 anos,  numa época em que as ideias liberais se iam afirmando sobre as ideias absolutistas..
Aproveitando a visita de D. Maria II o povo pediu-lhe para mudar o nome. Como reconhecimento pela constância das ideias dos locais às causas liberais, atribuiu-lhe o nome actual.

Isto é o que está escrito; mas eu prefiro outra versão mais romântica, que melhor caracteriza o misticismo de Constância:
O Ministro do Reino, Passos Manuel,  que vivia no Ribatejo, e que fez parte da comitiva real, namorava havia uns anos uma jovem de  Punhete chamada Gervásia de Sousa Falcão.   Era uma família fidalga, tradicionalista, convictamente ligada à facção Absolutista. que contrastava com a facção Liberal oficialmente seguida no Reino.
Apesar da oposição das famílias - uma liberal e outra absolutista-  o amor entre ambos não esmoreceu. Foi constante. E essa constância inspirou a Rainha D. Maria II na mudança do nome. Um exemplo da constância.
Manuel da Silva Passos (ou Passos Manuel)  e D. Gervásia de Sousa Falcão casaram-se no dia 28 de Dezembro de 1838 na  Vila da Constância, cujos rios, ambiente e qualidade de vida propiciam um local para segunda residência ou simples visita com tempo suficiente para usufruir tudo o que ela possui.