quarta-feira, 22 de julho de 2015

Reflectir em Constância

Eu confesso a  tendência que tinha para julgar os outros segundo a aparência e não segundo a essência. Recuo à minha idade dos 17 aos 20, período em que me julgava importante, só pelo facto de desempenhar importantes funções de “Front-Office” e de “Back-Office”.  E essa tendência tornava-se um hábito que se reflectia na altivez com que tratava alguns  colegas cujas funções se situavam em patamares inferiores àquele em que me encontrava ou mesmo alguns Fornecedores.
Hoje, reflectindo, imagino  tanta sabedoria que cabelos brancos escondiam; quanta bondade que se adivinhava na simplicidade das palavras de alguns interlocutores; quantas respostas diplomáticas eu recebi com silêncios inteligentes.

Hoje, eu reconheço que não sou ninguém se comparado com as competências das novas gerações , a Y e Z, as quais eu admiro pela técnica do zapear, pela rapidez com que  os nativos digitais criaram um vocabulário próprio para interagir internacionalmente escrevendo mensagens electrónicas de uma maneira bué de rápida.
É esta  geração milenar que vislumbra como principais empregadores  gigantes tecnológicos, como a Apple, Google e Facebook.
Há dias, de passagem pela Recepção do  Parque de Campismo de Constância perguntei preços para informar um familiar da geração Y.
Muito pronta, a recepcionista disse-me:
-“Ah, tenho aqui mas é em inglês.  Eu escrevo em português.
- Não precisa, obrigado.
- Mas eu escrevo. Não custa nada….
- A pessoa pode trazer dois gatos?
- Não, lamento.
O português é um povo prestável e acolhedor.
Na tabela, em inglês (será este  o principal mercado?) falta a expressão “NO ANIMALS ALLOWED”.
Também eu, antes da fase do “turista consciente”,  classificava o campismo como “turista de pé descalço”. Não. Não tem nada ver; quem escolhe esta modalidade insere-se no desejo de conviver com a natureza; dispensar o conforto que tem todo o ano.

Porém, se acampar não é a minha perspectiva de férias, sei que posso contar com confortáveis meios de alojamento nesta terra de entre dois rios nascida

(opinião escrita sem as novas regras do acordo, porque nunca fui dado a imposições, mas logo que 'possa, estudo).
.../...